Rejeição da Child Online Protection Act

Após 10 anos da aprovação maciça no congresso americano, a Child Online Protection Act, uma lei federal que limitava o acesso de crianças à pornografia na Internet, foi rejeitada pela Suprema Corte americana. Não é tarefa do governo decidir o que as pessoas podem ver na Internet. Este foi o comentário de Chris Hansen, advogado da ACLU – American Civil Liberties Union, que militou pela não aprovação da referida lei.

Mais informações aqui.


Uma resposta a Rejeição da Child Online Protection Act

  1. Olá, Thiago, conheci seu blog e achei o conteúdo bem interessante.
    Espero trocarmos algumas figurinhas. Um grande abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: