Rejeição da Child Online Protection Act

Após 10 anos da aprovação maciça no congresso americano, a Child Online Protection Act, uma lei federal que limitava o acesso de crianças à pornografia na Internet, foi rejeitada pela Suprema Corte americana. Não é tarefa do governo decidir o que as pessoas podem ver na Internet. Este foi o comentário de Chris Hansen, advogado da ACLU – American Civil Liberties Union, que militou pela não aprovação da referida lei.

Mais informações aqui.


Anúncios

One Response to Rejeição da Child Online Protection Act

  1. Olá, Thiago, conheci seu blog e achei o conteúdo bem interessante.
    Espero trocarmos algumas figurinhas. Um grande abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: